Para facilitar a vida do investidor iniciante e da população que busca mais informações sobre investimentos, o Tesouro Direto mudou de nome e vou explicar rapidamente quais as mudanças e como identificá-los.

Novos nomes do Tesouro Direto

 

A tabela acima que foi desenvolvida pelo próprio Tesouro Direto já é auto-explicativa, mesmo assim vou reforçar aqui para quem nunca mexeu com o Tesouro Direto.

Tesouro Prefixado (antiga LTN)

Título com vencimento de médio prazo, bom para utilizar em planejamentos de aquisição como carro ou festa de casamento. É fácil de analisar pois no fim um título inteiro terá um valor nominal de R$ 1000,00. Olhe o preço atual de compra e veja se compensa o investimento para receber um valor nominal de R$ 1000,00 no dia do vencimento.

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (antiga NTNF)

Título com vencimento de médio e longo prazo, bom para complementar renda e ajudar no pagamento dos estudos, impostos como IPTU, IPVA e essas contas mais fixas ou mesmo viagens de férias.

É fácil de analisar também pois no fim um título inteiro terá um valor nominal de R$ 1000,00. A diferença entre esse título e o anterior está no nome “Juros Semestrais” porque ao invés de segurar o rendimento para te devolver no vencimento, ele pagará todo semestre uma porcentagem do rendimento do período.

Tesouro Selic (antiga LFT)

Título com vencimento de médio prazo atrelado a taxa de juros Selic que é a taxa utilizada por operações entre os bancos, essa taxa pode variar para cima, para baixo ou se manter a critério do  Comitê de Política Monetária (Copom). É um bom título se você acreditar em uma Economia ruim com altas taxas de juros e quer se beneficiar dessa alta rentabilidade no médio prazo.

Esse título é mais complexo de se analisar e como não é o objetivo do post falar sobre isso, recomendo a leitura do material oficial do Tesouro Direto que foi reformulado e explica como se deve aplicar a precificação dos títulos.

Tesouro IPCA+ Juros Semestrais (antiga NTNB)

Título com vencimento de médio e longo prazo atrelado ao IPCA que é a taxa da inflação do período medida. É um bom título para se proteger de alta inflação visualizando apenas os juros contratados na data da compra do título e entendendo que o valor do IPCA seria a correção pela inflação do período que corrige o seu dinheiro. Paga cupons semestrais e por isso ajuda no complemento de renda como exemplificado antes.

Sua precificação é igualmente complexa e recomendo a leitura do material oficial do Tesouro Direto, no final desse post, caso queira fazer as contas do possível rendimento. Lembrando que como é atrelado ao IPCA essa precificação será apenas uma simulação e possivelmente não será o valor real do título no resgate.

Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B Principal)

Título com vencimento de médio prazo atrelado ao IPCA que é a taxa da inflação do período medida. É um bom título para se proteger de alta inflação visualizando apenas os juros contratados na data da compra do título e entendendo que o valor do IPCA seria a correção pela inflação do período que corrige o seu dinheiro. Esse título é muito utilizado para complemento de aposentadoria, por ter prazos mais longos de vencimento do que os demais e pela proteção contra a inflação e os rendimentos que ficam represados até o vencimento, recomendado para quem planeja aposentadoria ou compra de grandes ativos como imóveis no longo prazo.

Esse título é mais complexo de se analisar e como não é o objetivo do post falar sobre isso, recomendo a leitura do material oficial do Tesouro Direto que foi reformulado e explica como se deve aplicar a precificação dos títulos.

 

Material oficial do Tesouro Direto para cálculo da precificação dos Títulos: BAIXE AQUI!

Para acessar a nova calculadora de rentabilidade do Tesouro Direto o clique no link a seguir:

https://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto-calculadora

 

E outra mudança é que agora o Tesouro Direto conta com liquidez diária, você pode vender o título a partir das 18h até às 5h do dia seguinte, nos dias úteis. Nos fins de semana e feriados, você poderá vender seus títulos em qualquer horário.

Todas as transações de venda serão executadas utilizando os últimos preços de fechamento de mercado. Sua transação será processada no dia útil posterior à ordem de venda (D+1), quando os valores dessa operação serão repassados para a sua instituição financeira. Essa, por sua vez, repassará esses recursos para você dentro do prazo previsto no seu regulamento.

 

Qualquer outra dúvida deixe nos comentários!