A primeira entrevista do ano de 2013 voltando com a série de entrevistas, temos o privilégio de receber neste espaço o escritor do Finanças Inteligentes, blog onde faz análises gráficas diárias da Bolsa de Valores com ótimos comentários macroeconômicos, e que lançou recentemente o eBook intitulado Muito Prazer, Sr. Mercado, material que contém vários anos de experiência no mercado de valores compilados, transcritos em linguagem simples e centrada, refletindo a personalidade do seu autor.

 

1 – Quem é a pessoa por trás do Finanças Inteligentes, nos conte um pouco como começou a investir e como foi essa jornada inicial.

Bom, primeiramente agradeço pelo convite da entrevista e parabéns pelo trabalho que você tem realizado no site General Investidor. Acho muito difícil falar sobre mim, não sei me descrever muito bem. Sou um brasileiro comum, tenho 31 anos, formado em administração de empresas, trabalho na área financeira desde 2001 e atualmente estou explorando profissionalmente o segmento de renda variável. Minha jornada começou dentro de casa, meu pai criou um banco fictício para ensinar os filhos a lidar com dinheiro. Aprendi muito com isso. Meu primeiro investimento aconteceu durante a minha adolescência, resultado do primeiro negócio da minha vida realizado de forma totalmente independente: anunciei no jornal o meu videogame, negociei o preço, fechei negócio, peguei o dinheiro e abri uma poupança na Caixa.

 

2 – Quando e por que a ideia de fazer o blog Finanças Inteligentes?

A ideia foi da “Sra. Finanças Inteligentes”. Sempre gostei de acompanhar o mercado financeiro, mas nunca havia passado pela minha cabeça em fazer um blog. Montei em 2010, apenas para facilitar a transmissão de informação, pois muitos que me conheciam pediam análises por e-mail. Pelo blog bastava postar a análise uma única vez por dia para todos poderem ler. Acabou que o blog foi se espalhando pela internet e hoje fico muito feliz em poder ajudar pessoas que eu não conheço.

 

3 – O que acha do cenário atual da Bolsa, está comprado em algum ativo?

Cenário perfeitamente normal. Estamos passando por um ciclo de correção após a forte pernada de alta entre 2002 a 2008. Esta correção do índice tem um formato de congestão de longo prazo. Mercados de congestões são propícios para especulações de curto prazo ou stock picking nas quedas mais fortes de médio prazo (aproveitando a volatilidade). Atualmente estou com aproximadamente 15% de exposição da carteira em renda variável, onde boa parte está alocada em FIIs. Ainda tenho um pouco de PIBB11 e DIVO11, estes são os ETFs que eu costumo comprar com objetivo de ganhar dinheiro com a oscilação do índice. Faço compras escalonadas nas quedas mais fortes de médio prazo e vendo parcialmente nas altas mais fortes de médio prazo. Além disso, sigo fazendo os meus trades de curto prazo, onde estou mais focado. Esta é a postura que tenho adotado desde o início de 2010. Por fim, tento ficar de olho nas empresas boas e baratas, visando um investimento mais longo, porém no momento as oportunidades estão escassas. Temos empresas boas no mercado, mas, no geral, os preços não estão me atraindo para fazer negócio.

 

4 – Depois de vários anos mantendo o blog resolveu nos presentear com o eBook Muito prazer, Sr. Mercado como foi essa experiência como escritor, qual foi o processo?

 Este é o meu primeiro livro publicado, mas não é o meu primeiro rabisco. Em 2011 havia acertado uma proposta com uma editora para escrever um livro que retratava o cotidiano de um pai de família típica de classe média brasileira, que havia se aventurado na bolsa de valores. Misturava assuntos dos mais diversos possíveis, envolvendo família, trabalho, compromissos, lazer e investimentos. Mas acabou que eu fui entrando muito na história que havia criado e resolvi interromper este projeto. Na metade do livro fui perceber que estava, na verdade, escrevendo uma verdadeira comédia. Eram inúmeras situações engraçadas e pouca transmissão de conhecimento sobre o mercado de capitais. Engavetei este projeto, pois o meu público quer informações relevantes sobre o mercado e agregar conhecimento. Então, no final de 2012, resolvi escrever um novo livro totalmente focado no mercado de capitais, bem simples e extremamente objetivo. Em menos de 15 dias o livro “Muito prazer, Sr. Mercado” ficou pronto. A informação estava toda na minha cabeça era só descarregar para o “papel”. Demorou mais tempo para editar e registrar o livro do que para escrever.

 

5 – Como o público tem reagido ao eBook Muito prazer, Sr. Mercado?

 Me surpreendeu. Disponibilizei o meu e-mail no final do livro para dúvidas ou esclarecimentos, mas acabei recebendo mensagens de agradecimento, tanto de investidores experientes, quanto de investidores inexperientes. Muitos já estão colocando em prática alguns conceitos do livro. Isso é muito gratificante.

Muito Prazer, Sr. Mercado

eBook: Muito Prazer, Sr. Mercado

 6 – E seus familiares e conhecidos, sabem do seu trabalho no blog e como escritor?

 Sim. Familiares e amigos mais próximos. Além de alguns profissionais que trabalham diretamente com o mercado financeiro.

 

 7 – Na sua opinião, o que falta para o povo brasileiro aprender a investir?

 Apesar do baixo nível da educação pública, não é um problema de falta de informação, é um problema de interesse. O que é perfeitamente justificável, se levarmos em consideração a cultura do povo brasileiro, juntamente com as excelentes condições climáticas e territoriais.

 

 8 – Nesses anos todos de Bolsa tem uma história curiosa para compartilhar conosco?

 Há pouco mais de um ano atrás comprei algumas cotas de um fundo imobiliário de um operador que estava vendendo a descoberto. Fiquei curioso para saber qual era a estratégia desta pessoa ao entrar vendido num ativo de baixíssima liquidez. Mas enfim, eu paguei mas acabei não recebendo os papéis no D+3. Levei um cano temporário. E para complicar, parecia que não havia disponibilidade de aluguel no BTC para o vendedor honrar o seu compromisso comigo. Neste caso eu poderia optar por cancelar a operação e ter o meu dinheiro de volta. Mas fiz questão de receber os papéis no preço acordado, pois a compra foi muito boa pra mim. Tive que esperar mais 7 dias úteis para receber o papel. Se o vendedor não pagou, a conta ficou para a corretora que executou a operação aparentemente sem margem suficiente.

 

 9 – Como um investidor experiente e agora um escritor de respeito, pela história da sua trajetória que acompanhamos, deixe um recado para quem acompanha e admira suas análises diárias, assim como seus ótimos artigos.

 Não torne complexo algo que pode ser feito da forma mais simples possível. Você pode ter sucesso no mercado adotando uma estratégia extremante banal. Dedique tempo ao que realmente importa, lute pelos seus sonhos e aproveite a vida da melhor forma possível. E sempre que precisar, conte comigo.

Grande abraço e sucesso!