Esse mês foi bem estressante para a Carteira e para o lado profissional, mudei de emprego e fiz vários projetos complexos na antiga empresa para garantir o aporte projetado dentro da estratégia, mas consegui.

Como poderá ver, minha rentabilidade foi ridícula e a carteira sangrou bastante:

Rendimento-05-2012

No prazo de cerca de 19 anos, que é o planejado da carteira, esse rendimento será recuperado, mas psicologicamente foi difícil ficar olhando.

Esse rendimento negativo só não foi pior porque rebalanceei a carteira de acordo com a nova estratégia e seguirei nos aportes para manter a porcentagem estabelecida inicialmente, como pode ser visto no gráfico abaixo:

Alocação de Ativos – General

Fiquei líquido em 7,83% porque o ponto de compra ainda não foi alcançado, sei que isso não deve ser importante para o longo prazo, mas como comprei praticamente nas maiores cotações deste ano preciso recuperar a perda abaixando o máximo que puder do preço médio, esse mês ou até essa semana já consigo fazer isso.

A estratégia de alocação foi alcançada agora plenamente bastando apenas a compra de mais ETF no setor de Bolsa e ficando distribuído desta forma:

  • 40% Ações;
  • 30% Fundos Imobiliários;
  • 30% Renda Fixa.

Estou pensando também em criar um fundo a parte para aquisição de bens, como não tenho mais nenhuma despesa fixa posso me dar ao luxo disso e com o novo emprego aumentarei os aportes em 25% ampliando bastante o montante final projetado para a Independência Financeira aos 40 anos.

Comprei mais Fundos Imobiliários para diversificação no setor e pretendo comprar mais SMAL11 para diminuir o peso do PIBB11 no setor de Bolsa, quanto a RF me desfiz de parte da NTNB-Principal para fins de balanceamento. Na planilha abaixo pode ser visualizado a alocação por setor e de forma geral na Carteira:

Alocação Geral e Setor

 

Resumindo a Carteira General de Maio

Rentabilidade: -3,40%