Sim, não fiz o post da Carteira General de Abril de 2015… O motivo é bem simples, não houve movimentação relevante e não achei interessante colocar uma atualização com quase nenhum comentário, então resolvi esperar o mês de maio passar e agora posso criar uma postagem mais relevante para você.

Atualmente a Carteira General está alocada conforme os gráficos abaixo:

Carteira General Maio 2015

Setores Fundos Imobiliários

Carteira General Maio 2015

Tesouro Direto

Se quiserem saber algo a mais do que o escrito aqui é só enviar a dúvida pelo formulário de Contato!

Nas Ações liquidei totalmente os papéis RDNI3 e GGBR3, o motivo é que as empresas tiveram péssimos resultados e analisando bem a dívida delas de curto prazo e o cenário da economia brasileira, não consegui ver uma melhora para os próximos anos para essas empresas e também no caso da Rodobens Negócios Imobiliários (RDNI3) já estou bem exposto em imóveis através do FII para ainda ter uma ação nesse setor.

Agora estou 100% exposto em VIVT3 que finalizou sua aquisição da GVT e que emitiu novas ações para pagar a conta e dividir com o grupo francês Vivendi, antiga dona da GVT. Como estou All-in nessa ação, o setor de Bolsa da Carteira General vai oscilar totalmente de acordo com esse único papel e mais abaixo você pode ver o estrago de ficar em apenas uma ação e por isso que recomendo a Alocação de Ativos como proteção para uma carteira em formação.

O Tesouro Direto foi aportado com a venda das ações e comprei um titulo de IPCA+ 2019, você pode aprender sobre os novos nomes do Tesouro Direto no artigo que desenvolvi, como prometido na última atualização da carteira em março.

Nos fundos imobiliários fiz novamente várias compras e estou deixando a carteira mais balanceada nesse setor, que atualmente corresponde a quase 80% da Carteira General e por isso deve ser muito bem montado e monitorado, ficar exposto em um único setor é extremamente arriscado, principalmente quando falamos de imóveis em um momento de crise econômica e taxas de juros elevadas. O motivo é que eles me fornecem um bom fluxo de caixa que utilizo para comprar mais fundos imobiliários e potencializar os juros compostos nos investimentos.

 

Movimentações da Carteira General em Maio de 2015

Compra de Fundos Imobiliários: Educacional, Logística e Shopping
Compra de Tesouro Direto: IPCA+ 2019

 

Rentabilidade por setor da Carteira General

Ações: -6,83%

Fundos Imobiliários: +4,68%

Tesouro Direto: +2,32%

 

Resumo do fechamento Maio de 2015

Dividendos: +0,72%

Corretagens/Impostos: -0,03%

 

Rentabilidade do mês: +2,31%