Ah o Carnaval! Que época mais terrível para quem vive de renda variável, rs. Poucos dias úteis e alguns feriados para piorar, menos dinheiro no bolso e aportes menores nos investimentos. 🙁

Algumas compras/vendas não relaciono mais por aqui, pois fazem parte de um produto do Tetzner que mostra as operações do mês dos participantes e para compensar essa falta de informação dos fundos imobiliários.

Para saber mais dos fundos imobiliários da minha carteira será necessário adquirir o produto no Tetzner, Carteiras do Blog: Visite o blog do Tetzner aqui!

Atualmente a Carteira General está alocada conforme o quadro abaixo:

Carteira General Fevereiro 2015

Se quiserem saber algo a mais do que o escrito aqui é só enviar a dúvida pelo formulário de Contato!

Nas Ações não aportei nada em Fevereiro, vamos as considerações do mês para as ações.

PSSA3: A companhia registrou lucro líquido de R$ 275,7M no quarto trimestre de 2014, uma variação de 18,7% em relação ao 3T14 e redução de 70,4% em relação ao 4° trimestre de 2013.

 

RDNI3: Não divulgaram ainda os resultados do 4º trimestre de 2014. Os papéis da RDNI3 estão caindo drasticamente, quero ver logo esses resultados. A Rodobens Imóveis está seguindo com o programa de recompras e pelo jeito foi em um ótimo momento pois vão pagar bem menos pelos papéis do que realmente valem segundo o valor patrimonial, bom para nós acionistas que nos gera mais valor por ação.

GGBR3: Não divulgaram ainda os resultados do 4º trimestre de 2014. Ações lateralizadas, nem sobem muito e nem caem muito, estão próximas ao meu preço médio e devo me desfazer em breve, assim que alcançar. O custo de manter esses papéis em carteira para o longo prazo é alto, tendo em vista uma dívida muito grande no longo prazo e um cenário ruim economicamente para ser enfrentado pela Gerdau.

VIVT3: A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,3B no 4° trimestre de 2014, uma variação de 23,3% em relação ao 3° trimestre de 2014 e acréscimo de 2,4% em relação ao 4° trimestre de 2013. A receita líquida atingiu R$ 8,5B no 4° trimestre de 2014, uma variação de 3,6% em relação ao trimestre ligeiramente anterior e redução de 1,6% em relação ao quarto trimestre de 2013.

O Tesouro Direto neste mês pagou mais alguns cupons melhorando os dividendos da carteira mas não impedindo a rentabilidade negativa do ativo que está bem volátil esse ano devido ao provável forte aumento da Selic e o teto da inflação que já foi superado nos 12 meses corridos em janeiro e fevereiro de 2015.

Nos fundos imobiliários fiz um pequena compra no setor de escritórios e recebi ótimos aluguéis devido a um fundo que paga aluguéis atípicos apenas em fevereiro. Estou bem exposto neste setor e estudo um aumento para o meio do ano nos fundos imobiliários ou no Tesouro Direto, isso mais relacionado a estratégia de objetivos pessoais do que rentabilidade, por conta de liquidez e fluxo de caixa.

 

Movimentações da Carteira General em Fevereiro de 2015

Compra de Fundos Imobiliários: Escritórios

 

Rentabilidade por setor da Carteira General

Ações: +0,87%

Fundos Imobiliários: -0,15%

Tesouro Direto: -1,23%

 

Resumo do fechamento Fevereiro de 2015

Dividendos: +0,88%

Corretagens/Impostos: -0,01%

 

Rentabilidade do mês: -0,28%