A palavra aposentadoria hoje no Brasil, causa até arrepios. Levam-se anos para poder usufruir de um benefício que é incapaz de manter nosso padrão de vida ajustado quando envelhecermos. Ao construir uma carreira ao longo dos anos, a tendência natural é que o salário aumente na medida em que você se especializa e assume funções mais importantes dentro da empresa. O maior problema é quando o padrão de vida está associado ao salário. Como assim?

Grande parte da população está presa à algema de ouro. Ganham 1200 reais mensais e gastam 1100. Recebem uma promoção de 2000 reais. E vão gastar quanto agora? 1100 reais? Hm…. Errada a resposta!

As pessoas que estão presas invisivelmente à algema de ouro sentem uma vontade muito grande de aumentar os gastos para satisfazer uma necessidade interior e parecer bem-sucedidas aos olhos dos outros. Assim, elas ficam cada vez mais dependentes do salário e reclamam a vida inteira de um trabalho que têm desgosto, mas continuam lá porque querem pagar por seus luxos. Vocês conhecem alguém assim?

E o que isso tem a ver com a aposentadoria? Quando você se aposenta, a sua contribuição para o INSS é incapaz de manter o seu padrão de vida como anteriormente. O salário é muito, mas muito menor do que você imagina. E os seus gastos crescem assustadoramente quanto mais velho fica, pois são mais remédios, o plano de saúde fica mais caro, as consultas são mais frequentes, sua saúde pode ter sido debilitada ao longo do tempo pelas jornadas exaustivas e seus filhos talvez ainda dependam da sua renda. E aí vem o impacto.

Você espera ansiosamente para se aposentar, pois passou 30 / 35 anos “sofrendo” para finalmente aproveitar a vida que tanto sonhou, mas quando chega o contracheque… É cada vez maior o número de aposentados que são sustentados pelos filhos ou precisam voltar a trabalhar para complementar a renda, pois não planejaram a sua aposentadoria.

Planejar? Exato. Você não precisa esperar o tempo estipulado pelo INSS para sair do seu emprego ou tornar-se aposentado. O nosso sistema previdenciário é dependente de jovens e adultos que trabalham para sustentar os mais velhos, correto? Com o desenvolvimento de tecnologias na área de saúde e qualidade de vida, os brasileiros estão vivendo cada vez mais e isso sobrecarrega o sistema previdenciário. Ou seja, mais idosos recebendo o ‘benefício’ por mais tempo. E como o governo se protege disso? Aumentando o tempo de aposentadoria para nós jovens, a fim de arrecadar mais dinheiro para dar conta dos idosos aposentados. Podemos interpretar como um sistema de pirâmide financeira maquiado, com nenhuma sustentabilidade.

Afinal, Anderson, você só falou das desvantagens e nenhuma solução. Como planejar a minha aposentadoria? Lembram-se que falei sobre a algema de ouro anteriormente? A solução é depender cada vez menos do salário. Aqui abaixo vou colocar um passo a passo.

  1. Evite gastar todo o salário.
  2. Viva apenas com os 12 salários e invista o restante em ativos (Tesouro Direto, ações, fundos imobiliários)
  3. Cuide da sua saúde agora, para evitar prejuízo com ela depois.
  4. Invista na sua formação, pois ela é responsável por aumentar o seu valor agregado e consequentemente o quanto você recebe fim do mês.
  5. Separe todo mês uma quantia para a aposentadoria e evite retirá-la antes do tempo (O Tesouro IPCA Principal 2035 ou 2024 é excelente para esse planejamento, pois os juros compostos turbinam o seu patrimônio sem que você faça esforço. É aqui que você coloca o dinheiro para trabalhar enquanto você dorme. Nada mal, não acha?).
  6. Se recebeu uma promoção e decidiu gastar mais, que seja com sua qualidade de vida e compra de itens duráveis.

Seguidos esses passos, você vai depender cada vez menos do seu atual trabalho até chegar um momento em que você pode optar por trabalhar meio período, ou até mesmo trabalhar nas suas paixões em horário flexível mesmo que receba menos, pois o seu patrimônio vai te fornecer a liberdade para seguir o seu próprio caminho. Você poderá ficar mais próximo de sua família, levar e buscar o seu filho no colégio, planejar viagens para o casal e curtir seus hobbies mais cedo do que imagina e com a renda que você planeja, em vez de aguardar o governo decidir quando te aposenta e pagando muito pouco por isso.
Já imaginou que você pode ser o responsável pelo seu próprio destino ao planejar e antecipar a sua aposentadoria?